Canada

Canada

A Vitória Contra o Coronavírus

Conheça a história de fé e resiliência da brasileira Odaisa Delazari

Por Jandy Sales | 1 de março de 2022

Odaisa Delazari veio ao Canadá conhecer a mais nova neta após sobreviver no Brasil ao pesadelo da intubação devido ao vírus da Covid-19.

Em novembro do ano passado Odaisa Delazari desembarcou no Canadá com um motivo a mais para  celebrar a vida. Ela veio conhecer a mais nova integrante da família, a neta Alice. A viagem a Ottawa também foi a oportunidade para matar a saudade do filho, Marcus Vinícius. e da nora, Ana Paula.

(Foto) A viagem especial de Odaisa Delazari ao Canadá após vencer a batalha contra a Covid.

Mas antes do desembarque em terras canadenses, a vida de Odaisa Delazari esteve por um fio. Ela entrou no ringue de batalha pela vida contra o coronavírus  em Americana, interior de São Paulo, ainda na primeira onda de contaminação da Covid-19.

Odaisa contraiu o vírus em outubro de 2020 quando a pandemia dava sinais de estar sob controle no Brasil. Naquela época, as restrições haviam sido amenizadas e os locais públicos reabertos. “Fiquei sete meses trancada dentro de casa e, na primeira saída, peguei o vírus”, disse.

Desde o começo da pandemia, Odaisa afirmou que sempre seguiu a cartilha da prevenção contra o vírus: uso de máscara e desinfectante, além de seguir a risca o protocolo do distanciamento social. “Eu saía apenas para ir ao mercado perto de casa e em horários de pouco movimento”, afirmou.

Mas todo o cuidado de prevenção não foi o bastante. O contágio, segundo ela, ocorreu durante uma palestra para casais promovida pela igreja que ela frequenta em Americana. O evento foi organizado pelo marido. José Maria Guimarães, que é pastor da igreja.

O CONTÁGIO

De acordo com Odaisa, a palestra foi realizada em um amplo salão de um hotel onde era possível seguir a cartilha da prevenção. “Mas um casal foi a palestra e não falou nada que estava com Covid e eles acabaram contaminando 40 pessoas. Entre os contaminados, o caso mais grave foi o meu.”

O estado de saúde de Odaisa começou a se agravar em 21 de outubro de 2020 quando ela começou a sentir os primeiros sintomas da Covid. Houve a suspeita de se tratar de uma amigdalite. Após um segundo exame médico veio a confirmação: ela havia sido infectada pelo vírus.

Odaisa passou a tomar medicação contra o coronavírus, mas os sintomas se tornavam cada vez mais fortes. Ela começou a sentir falta de ar ao ponto de – a um certo momento, não ser capaz de pedir ajuda ao marido dormindo a poucos metros dela. José Maria chegou também a ser infectado pelo vírus. “Eu me levantei umas oito da noite para ir ao quarto e de repente não consegui respirar e não conseguia chamar por ele”.

A HOSPITALIZAÇÃO

O momento da agonia de Odaisa dentro de casa coincidiu com a chamada de video pelo WhatsApp feita pela filha Thays, 37 anos, grávida de oito meses na época. “Ela viu que eu nem podia falar e nem chamar o meu marido.”

Após exames feitos no hospital, foi constatado que 60% do pulmão de Odaisa estava tomado pelo vírus. Devido a falta de reação do organism dela aos medicamentos, a fase de intubação foi inevitável.

“Na hora que fui levada para o quarto para ser intubada, o enfermeiro me parou perto do meu esposo e do meu genro e eu me despedi, mas não tinha nem o que falar”, afirmou Odaisa.

A vida da dona de casa, mãe de três filhos e avó de cinco netos ganhou um novo capítulo no dia 12 de novembro. Foi quando ela recebeu alta do hospital apos seis dias de intubação.

Quase uma semana após a intubação, Odaisa recebeu dos netos
 Maria Luiza, Mari Fernanda e Marcelo,
as boas-vindas na volta para casa. 

Longe da UTI, Odaisa teve um motivo a mais para comemorar poucas semanas após viver o drama da intubação: o nascimento da neta, Maria Paola, filha de Thays.

Odaisa falou com orgulho sobre os cuidados com a saúde mesmo antes da pandemia. Segundo ela, a boa forma física tem sido o motivo para ajudá-la na recuperação mais rápida. “Sempre me cuidei muito bem. Não sou obesa, não tenho diabetes, caminho todos os dias, faço academia e tomo minhas vitaminas.”

A ALEGRIA EM TERRAS CANADENSES

(Foto) Odaisa Delazari com a neta Alice em Ottawa. 

A felicidade de Odaisa após a batalha vitoriosa contra a Covid-19 atravessou fronteiras. Ela veio ao Canadá ao lado do marido, José Maria, em novembro do ano passado. O motivo da viagem foi mais do que especial: conhecer de perto a mais nova integrante da familia: a neta Alice.

Essa foi a quarta viagem de Odaisa ao Canadá. “Gosto da organização, da beleza e acho o canadense muito educado”, disse ela.

Odaisa afirmou estar bastante satisfeita en ter o filho Marcus Vinicius, 38 anos, morando no Canadá já há quatro anos: “No serviço do meu filho, eles dão oportunidade para ele crescer.”

Após vencer a batalha contra o coronavírus, Odaisa passou a ser mais cautelosa para evitar uma segunda contaminação, inclusive durante a estadia dela no Canadá. “Conheci algumas cidades e procuramos fazer passeios ao ar livre.”

O RETORNO

 

Ao lado do marido, José Maria Guimarães, Odaisa Delazari
matou a saudade do filho, Marcus Vinicius, e da nora,
Ana Paula – que tem no colo a pequena Alice.

Odaisa não escondeu o deslumbramento dela com o Canadá. “Ottawa é uma cidade maravilhosa e segura. O Brasil tem pontos positivos, mas não dá para comparar com o Canadá”, disse Odaisa. Ela retornou ao Brasil ao lado do marido, José Maria, no fim de janeiro.

 

*Clique   aqui   e assine nossa Newsletter.

A edição de inverno da revista DISCOVER está disponível  no nosso website:

https://www.magazinediscover.com/discover-digital/

Jandy Sales

Jandy tem experiência em rádio, televisão, jornal e revista. Ele já recebeu três prêmios como documentarista.

Veja também