Community

Brazil & Portugal  

Community

Palavra tem poder?

Por Fábio K. Guimarães

Muitos estudiosos sobre o assunto afirmam que sim. Dr. Masaru Emoto, um cientista japonês, identificou que as palavras afetam as moléculas da água. Dr. Emoto colocou palavras positivas e negativas em rótulos de garrafas d’água e observou em microscópio que as moléculas da água reagiam significativamente às palavras dos rótulos. Palavras positivas como amor formavam cristalizações simétricas e fascinante como as de um floco de neve, enquanto palavras negativas como ódio não produziam coloração e nem forma definida.

Levando-se em consideração que o nosso corpo é constituído em média por 60-70% de água, esta é uma questão a se pensar. O resultado da sua pesquisa foi publicado em seu livro: As Mensagens da Água.

Mas eu gostaria de explorar um pouco mais esta questão. Você já conheceu alguém que fala coisas horríveis dos outros mas que suas ações de fato contradizem suas palavras? Conheço algumas pessoas que falam mal dos outros, e que usam palavras extremamente preconceituosas, mas quando alguma coisa de mal acontece com essas pessoas que elas falam mal, elas são as primeiras a ajudarem com total dedicação, e até bastante amor.

Por outro lado, também já vi muita gente que sempre usa palavras belíssimas, elogios, mas quando você precisa delas, elas simplesmente desaparecem.

Você pode escolher dar poder para as palavras ou para as ações

Às vezes ficamos tão magoados com as palavras duras de certas pessoas que nos esquecemos de olhar com mais atenção às suas ações que geralmente revelam a verdadeira intenção dos seus corações. Palavras são máscaras que as pessoas usam para parecer. Assim, muita gente também é iludida, pois somente dá atenção às máscaras.

As palavras geralmente exprimem o desejo de ser ou parecer, as ações revelam o que na verdade a pessoa é. Quando existe coerência entre as palavras e as ações, então podemos dizer que esta pessoa está em equilíbrio e conectada com ela mesma.

Como identificar um desequilíbrio entre palavra e ação?

O ideal para podermos deixar de nos magoar ou até mesmo não sermos iludidos pelas pessoas, é colocar menos poder nas palavras e prestar mais atenção às ações.

Este assunto é tão sério que se você não estiver atento de verdade à este fato, você pode até desenvolver um trauma quando alguém lhe disser algo terrível em um momento em que esteja fragilizado.

Então para você se tornar um mestre na arte de analisar as pessoas, você precisa desenvolver sua capacidade de total atenção (mindfulness) quando alguém estiver conversando com você. Você precisa aprender a ouvir com os “olhos”. Observando e conectado cada gesto do outro às suas palavras.

E quando alguém lhe disser algo terrível, antes de se magoar, retorne com a pergunta:
Por que você está falando isso pra mim?

Acredite ou não, esta pergunta irá lhe tirar de uma posição de vítima e lhe colocará de volta em uma posição de poder. E ao mesmo tempo estimulará a pessoa a ter que refletir sobre suas próprias palavras.

Dessa forma, você começará a ter mais autonomia sobre o que está percebendo e terá mais controle sobre as palavras que poderiam lhe afetar negativamente (sejam elas positivas ou negativas).

Voltando a pergunta inicial: Palavra tem poder? A resposta é: As que eu permito me influenciar, têm. As que eu não permito não têm.

Namastê

Fábio F. Guimarães

Fábio é terapeuta holístico, mestre de reiki nos sistemas Usui, Tibetano e Karuna Reiki® certificado pelo The International Center for Reiki Training (ICRT), Bach Flower Practitioner e pelo Bach Institute de Londres.

Deixe o seu comentário!

*

Veja também