Canada

Canada

BrazilFest chega aos 15 anos mostrando a força da comunidade

Por José Francisco Schuster

Maior festival brasileiro do Canadá

A festa de debutante esteve por um triz de ir, literalmente, por água abaixo. Mas como Deus é brasileiro, os 15 anos do BrazilFest, o maior festival brasileiro do Canadá, acabaram transcorrendo com o sucesso esperado.  Milhares de pessoas, de diferentes nacionalidades, correram ao Earlscourt Park, logo após a forte chuva que caiu sobre Toronto parar, por volta das 13 horas do último domingo, 22 de julho.

O publico desfrutou até às 23 horas do festival preparado por Arilda de Oliveira por um ano inteiro, em um intenso trabalho que incluiu, entre tantas tarefas, uma peregrinação por diversos setores da Prefeitura de Toronto em busca de inúmeras licenças que são concedidas em caráter intransferível e sem devolução. É uma grande expectativa – e um risco – por um dia de sol para que a comunidade se encontre em números expressivos, fora dos jogos da Copa do Mundo, enquanto um centro comunitário brasileiro continua apenas um sonho.

Um pedacinho do Brasil em Toronto

Foi mais um dia em que o parque se tornou um pedacinho do Brasil, com destaque especial para a culinária, com muitas barracas servindo iguarias das quais os imigrantes sentem saudades: havia churrasquinho, costela, feijoada, pastel, crepe, tapioca, caldo de cana, churros, brigadeiro, pão de queijo, cachorro quente ao estilo brasileiro e, claro, caipirinha para acompanhar. Além disso, havia, entre outras, barracas de artistas, com quadros e camisetas personalizadas, e outras destinadas ao público infantil, com brincadeiras e até uma goleira para testar a pontaria.

Autoridades prestigiaram a festa brasileira

Pelo palco, além de autoridades como a deputada federal (MP) Julie Dzerowicz (foto), a vice-prefeita de Toronto, Ana Bailão, e o vereador Cesar Palácio, que foram prestigiar o festival, também passou uma grande variedade de artistas. As passistas da Bravo’s Dance Company são sempre um sucesso tanto entre brasileiros como também entre os canadenses. As crianças curtiram a zumba infantil da Into Fun e também tiveram uma participação destacada na apresentação na Axé Capoeira, que inclusive promoveu uma aula demonstrativa. O Maracatu Baque de Bamba mostrou toda a riqueza desta manifestação cultural pernambucana. Depois, vieram as bandas Code 55, Jack Soul Brasileiro e Trinity House of Hope, e os cantores Daniel Hulk e D Snow. Para completar, um baile ao som do DJ Rodrigo Flores. A Brazilfest, mais uma vez, foi uma festa para os brasileiros no Canadá lavarem a alma, mas só com suor: o debut, apesar do susto inicial, foi impecável como tanto se esperava.

https://www.brazilfest.ca

Reportagem anterior : https://bit.ly/2A5jzlP

José Francisco Schuster

Schuster foi, durante 8 anos, âncora do programa "Fala, Brasil", e agora produz e apresenta o programa "Noites da CHIN - Brasil", na CHIN Radio.

Deixe o seu comentário!

*

Veja também