Brazil

Brazil

Primeiros passos para sua empresa ser encontrada no Google

Por Bruna Lopes

O Google possui duas formas de ranquear empresas em seu mecanismo de busca. Essas formas são: por meio do SEO e do SEM. Provavelmente você não sabe o que significam essas siglas e as suas diferenças, certo? Então vamos entender o básico para começar a engrenar a sua empresa para alcançar as primeiras colocações nas palavras-chave que você deseja ser encontrado!

SEO – Search Engine Optimization

SEO significa “otimização de mecanismo de pesquisa” já SEM é “marketing de busca”. O SEO acontece quando você faz pequenas mudanças no seu site que podem ajudá-lo a aparecer naturalmente nos resultados de busca por palavras-chave. Já o SEM tem a ver com os anúncios pagos dessa mesma rede de pesquisa. Ou seja, nessa segunda alternativa, você paga para aparecer nas primeiras colocações.

SEO implica você ajustar o seu site para que alcance o melhor resultado possível nos mecanismos de busca e essa tática é fundamental quando se trata do jogo de pesquisas online.

95% das pessoas que pesquisam algo no Google, por exemplo, ficam apenas na página principal. O que significa é que quanto mais próximo você chegar da primeira página, mais visível para o seu público você estará.

Para chegar na primeira página, você precisa entender como funciona o mecanismo de pesquisa do Google: O Google faz uma varredura na web, buscando links de páginas, coletando todas as informações possíveis. Após essa coleta, essas páginas vão para um índice e sua ordem obedece a critérios como conteúdo e outros elementos. Quando uma pessoa faz uma pesquisa, o Google utiliza seus algoritmos para descobrir quais páginas são mais relevantes do seu índice. E o que isso significa? Que você deve tornar seu site sempre o mais atrativo possível tanto para o Google, quanto para as pessoas que estão digitando a palavra-chave que você deseja ser encontrado.

Então como é possível deixar meu site mais atraente?

Por meio da construção de conteúdo! E para se ter um bom conteúdo, 3 peças são fundamentais:
– Titulo: que é o nome da pagina;
– URL: que é o endereço dela na web
– Descrição: que é uma apresentação resumida do seu conteúdo;

Os robôs leem essas informações como parte do código das páginas do site, retornando aos usuários exatamente esses resultados.

Se você tem dúvida se o seu site está pronto para ser lido pelo Google, veja se ele é simples de ser navegado e estruturalmente feito de forma lógica. A receita é simples e o resultado no ranqueamento pode vir ao longo do tempo.

Otimizar site para os mecanismos de pesquisa, implicam na fabricação de conteúdo. Um bom conteúdo deve ser escrito para pessoas e não para robôs do Google, deve possuir uma estrutura sólida, atraente e útil.

E qual tipo de conteúdo posso escrever para minha empresa?

Bons conteúdos são feitos quando vão ao encontro das necessidades do seu cliente. O seu futuro cliente pode estar buscando dicas ao invés de ir diretamente digitando a palavra chave ideal do seu serviço. Ou seja, é preciso escrever para o prospect em todos os momentos de sua jornada de compras.

Jornada de compras é o percurso que um futuro cliente leva para se converter em cliente. Ou seja, antes dele decidir em adquirir o seu trabalho, é preciso ir nutrindo ele com informações para que ele seja conduzido até a última etapa de compra, que é já a etapa de conversão. Todos esses conteúdos podem ser utilizados como gatilho para que o seu site ganhe mais acessos e assim, aos poucos, ele vai ganhando o posicionamento que você merece!

Bruna Lopes

Bruna é fundadora, Diretora de Criação e CEO da Agência Vetta, estúdio de design e marketing digital situado em Belo Horizonte.

Deixe o seu comentário!

*

Veja também